Como o hormônio da felicidade pode liberar o melhor de você!

4 minutos para ler

O hormônio da felicidade é um composto químico natural que o próprio corpo produz, sabia? É uma dica que o seu organismo está dando. Ele precisa desse composto para sentir-se mais disposto, sereno e produtivo.

Com a agitação da vida urbana, nossa casa acaba se tornando, além de um local de descanso para o corpo, um refúgio para a mente. Acontece que, com a rotina cansativa e a vontade de “maratonar” mais uma série, vem o sedentarismo. 

Se está buscando uma forma mais leve de levar a vida, continue com a gente na leitura deste texto. Falaremos sobre a importância do hormônio da felicidade em nosso dia a dia e como podemos fazer para manter sempre o organismo produzindo esses compostos. Confira!

Qual é o hormônio da felicidade?

Na verdade, não é somente um composto o responsável pela nossa felicidade. São vários. Explicaremos um pouco mais sobre alguns dos mais importantes e que, provavelmente, você já tenha ouvido falar. Repare que nosso corpo produz substâncias capazes de nos tornar literalmente mais felizes. Basta ter iniciativa e vencer a inércia, veja o que está perdendo em ficar parado.

Dopamina

Liberado pelo cérebro, este neurotransmissor está associado ao prazer do objetivo alcançado. Ajuda a regular o sono, o humor, a motivação e o desejo por recompensa, logo o indivíduo torna-se mais produtivo.

Serotonina

Além de ser um neurotransmissor, auxilia a regular funções gástricas e musculares. Baixos níveis de serotonina podem levar a melancolia, desânimo, falta de apetite e distúrbios do sono.

Endorfina

Tem função analgésica e estimulante. O bom humor nasce com a produção da endorfina em nosso cérebro. Esse hormônio está relacionado ao prazer e bem-estar.

Como liberar esses tipos de hormônios?

Atitude é o começo de tudo. Dar o primeiro passo, vencer a vontade de ficar na frente da TV e correr atrás da próxima aventura só depende de uma pessoa, certo? Você mesmo!

Nunca fez canoagem rio abaixo? Hora de se aventurar! Desde as atividades mais leves, como a caminhada, até o rafting: o exercício físico libera dopamina e serotonina suficientes para deixar qualquer um de bem com a vida. Unir o esporte ao contato com a natureza torna as experiências ainda mais incríveis. E fique de olho no que está comendo, viu?

As facilidades da vida urbana às vezes podem atrapalhar a dieta do ser humano mais disciplinado de todos. O segredo é não cometer exageros. Veja alguns alimentos que ajudam na liberação do hormônio da felicidade:

  • chocolate; 
  • pimenta; 
  • nozes; 
  • sementes. 

Fica a dica! Esses alimentos são ótimos exemplos para levar na mochila para um Trekking ou um lanchinho rápido no camping. Ajudam a recuperar as energias e melhorar o humor.

Afinal, o simples fato de sorrir libera hormônios inebriantes. O bem-estar se instaura imediatamente após uma boa gargalhada, já reparou? Também não hesite em pedir uma massagem se quer dar uma relaxada.

Além de ajudar a distensionar os músculos, a massagem diminui drasticamente o estresse e produz dopamina e serotonina.

Como os hormônios da felicidade impactam na vida das pessoas?

Alegria, tranquilidade e autocontrole. Melhor do que exercitar o corpo é poder fazê-lo junto à natureza, em um ambiente revigorante. A mente descansa e o corpo relaxa, exatamente o que qualquer cosmopolita precisa, não é verdade?

Assim, terá mais disposição para ser produtivo e mais serenidade para lidar com qualquer tipo de situação. Basta dar o passo inicial para ver os benefícios reais. Lembra a sensação de se enlamear quando criança? Por que não reviver alguns desses momentos? Vai reparar que para liberar os hormônios da felicidade basta ter vontade de se aventurar por novas experiências, longe da rotina entediante. 

O nosso organismo já produz o hormônio da felicidade. Não precisa grandes sacrifícios para experimentar as maravilhosas sensações que nosso corpo pode proporcionar. Só é preciso enxergar as situações com outros olhos e ter desejo de mudança.

Que tal seguir a gente nas redes sociais (Facebook, Instagram e Youtube) para ficar por dentro de mais conteúdos como este? Até mais!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-