Para descer sem medo! Esclareça aqui 4 dúvidas sobre rafting.

4 minutos para ler

Os esportes radicais atraem muito olhares curiosos. Mesmo assim, as pessoas ainda tem muitas incertezas sobre eles. Para esclarecer questões sobre o rafting, vamos responder quatro dúvidas recorrentes sobre o assunto e, de quebra, deixar você com vontade de praticá-lo! Continue a leitura e aprenda!

Descubra mais sobre o rafting!

O rafting é um esporte que que libera muita endorfina em nosso corpo. Além disso, ele traz para o grupo praticante sentimentos como união, companheirismo e aventura. E, tudo isso, com segurança. A origem da palavra vem do inglês “raft”, que significa “balsa”. Ele é considerado uma modalidade radical, caracterizada pela descida em corredeiras, com pessoas remando a bordo de um bote inflável.

Para isso, são montadas equipes que, geralmente, têm entre cinco e oito integrantes, com a meta de superar os obstáculos naturais pelo percurso, como pedras, corredeiras e até mesmo quedas d’água.

Para praticar esse esporte, é necessário que os participantes trabalhem juntos, pois, a partir dessa ligação, conseguem superar os desafios pelo caminho. Esse é um dos motivos da modalidade ser tão procurada pelas empresas, já que a experiência promete trazer mais união e parceria entre os colaboradores.

Dúvidas são normais, fique tranquilo.

Agora que conseguimos explicar o que é e quais são os principais conceitos desse esporte, vamos responder as quatro principais dúvidas sobre o rafting. Provavelmente alguma delas já passou pela sua mente quando pensou sobre o assunto!

1. Existe instrutor?

Sim, como todo e qualquer esporte, é necessário ter uma pessoa que instrua os praticantes. Ainda mais que, nesse caso, se trata de uma modalidade radical.

É meio clichê, mas é sempre importante destacar que é preciso buscar profissionais qualificados e que saibam acolher o aluno para que ele aproveite o melhor da experiência.

2. Onde é realizado?

O nosso país é considerado privilegiado quando se trata dessa modalidade. Isso porque temos belas cachoeiras que atendem desde iniciantes aos mais experientes.

Um local muito procurado para a prática do rafting é Juquitiba. Lá o esporte é praticado no Rio Juquiá que reserva 5,7 km de pura aventura. Esse é considerado o percurso em atividade mais antigo no Brasil e tem duração em média de 2h30 a 3h. O lugar é bem próximo de São Paulo, ou seja, é uma ótima oportunidade para quem mora ou está passando na cidade. O percurso é bem tranquilo e envolve a praticidade de um bate e volta. Imperdível!

3. Tem idade mínima?

Essa é uma das dúvidas sobre rafting mais recorrentes. Os especialistas recomendam que a idade mínima para a prática do esporte seja a partir dos 7 anos — respeitando a altura mínima de 1,10. Isso é possível porque, apesar de radical, ele é feito com total segurança. Mas tudo vai depender do percurso escolhido.

Existem locais, como Juquitiba, que reservam áreas mais tranquilas para um passeio que agregue a família toda. Porém, é importante ressalvar que tudo isso deve ser avaliado antecipadamente junto ao coordenador dessa aventura.

4. Pode ser feito por quem não sabe nadar?

Pode sim, pois o rafting utiliza equipamentos de segurança, como coletes flutuantes e capacetes. Além disso, antes de qualquer coisa, todos recebem instruções de como se portar durante o trajeto, o que faz com que as pessoas se sintam mais seguras.

Pronto! Essas são as principais dúvidas sobre rafting. Portanto, se esses questionamentos eram o que impediam você de praticar esse esporte radical, não tem mais desculpas! Contudo, lembre-se de buscar por uma empresa especializada no assunto para que a experiência seja segura e incrível.

Se quiser saber como praticar esse e outros esportes radicais, não deixe de entrar em contato conosco!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-